Robert Kirkman encerra história de The Walking Dead nas HQs

Enquanto a adaptação para a TV das HQs de The Walking Dead vai tomando um rumo cada vez mais inarmônico da sua fonte de relâmpago, a emissora AMC vê seu cadeado entrar em um crescente queda de audiência, dando fortes indicativos de que as épocas seguintes poderão ser os estertores.

Agora, temos mais um intuito sólido para acreditar que o fim este posterior: o encerramento das tretas em quadrinhos. De conciliação com o The Hollywood Reporter, Robert Kirkman, autor das HQs, decidiu emprisionar “de surpresa” a expedição do grupo liderado — ou perto isso — por Rick Grimes. A edição #193 trará o dobro de páginas do habitual e descerrará uma grande despedida para enfenecer o ciclo dos personalidades que ainda permanecem âmagos.

O boato de que esta classifica a última edição das buscas começou com o esvaziamento de uma suposta correspondência de despedida de Kirkman, que deveria entrar no ponto dos habituais recados dos fãs, mostrados sempre nas últimas páginas das HQs.

A noticia tomou forma quando um empregado da editora responsável pela vulgarização deu uma breve entrevista ao Bleeding Bool confirmando as informações.

Em declarações anteriores, o respectivo Robert já havia dito que não pretendia alongar The Walking Dead além da fim em que sentiria a indispensabilidade do término.

Uma dos argumentos dadas pelo autor no ensejo era, justamente, o medo de cair na zona de lenitivo. A 193ª edição das HQs sube às bancas norte-americanas nesta quarta-feira. Ela marca o fim de um corrente de 16 anos de propagações mensais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *